quarta-feira, 19 de outubro de 2011

O deputado estadual José Candido irá se reunir nesta quinta-feira, 20 de Outubro com líderes evangélicos do Alto Tietê. O encontro acontecerá a partir das 9h30, no auditório Paulo Kobayashi, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

O deputado estadual José Candido irá se reunir nesta quinta-feira, 20 de Outubro com líderes evangélicos do Alto Tietê. O encontro acontecerá a partir das 9h30, no auditório Paulo Kobayashi, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

O objetivo da reunião é discutir o Conselho Político do Alto Tietê que está em formação e será lançado no dia 4 de Novembro, a partir das 19h, no espaço Candelabro em Suzano.

Os líderes poderão fazer parte do Conselho Político que tem por finalidade colaborar com o parlamentar nas decisões políticas do mandato.

“O Conselho é algo muito importante, através dele podemos saber realmente a opinião do povo, a opinião daqueles que estamos representando, e para cumprir bem este papel nada como fazer um mandato participativo, compartilhado”, disse o deputado José Candido.

A Assembleia Legislativa fica na Av. Pedro Álvares Cabral, 201 – Ibirapuera – São Paulo.

Fonte: http://josecandido.com.br/

Um entrevista que vale apena leerrr

O direito à memória e à verdade

Entrevista a revista teoria e debate

Assim que o Senado votar a lei que cria a Comissão Nacional da Verdade, a história de um triste período do Brasil começará a ser escrita. Desde o início do processo de redemocratização há a expectativa de mostrar ao país o que aconteceu. O debate sobre o período ditatorial é acalorado, já que envolve discutir mortes, desaparecimentos e toda sorte de violência e justiça. Nilmario Miranda, presidente da Fundação Perseu Abramo, ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos (2003-2005), atua desde a ditadura pela criação de organismos que investiguem os fatos daquele período e façam justiça à memória de tantos que lutaram contra o autoritarismo. Autor de Dos Filhos deste Solo, em parceria com Carlos Tibúrcio, Nilmario fala sobre a Comissão da Verdade, o processo de votação e rebate críticas sobre sua criação tal como foi aprovada na Câmara dos Deputados.

http://www.teoriaedebate.org.br/materias/nacional/o-direito-memoria-e-verdade

Juventude

JuventudeDebatedores: Ronaldo, Vivian, Marcius, Carla, Bruno e Tácia (Fotos Ricardo Weg - arte Vilhena - PT)


Primeiro debate on line da JPT mobiliza militância

Com transmissão ao vivo, representantes das teses que estão na disputa da direção nacional da Juventude do PT apresentaram suas propostas.Seis representantes das oito teses que vão disputar a direção nacional da JPT participaram do primeiro debate transmitido ao vivo pela TVPT. Vivian Farias representou a tese “Uma nova geração construindo um novo Brasil”; a “Avante PT” foi representada por Carla Bezerra; Bruno Elias falou em nome da “A esperança é vermelha”; Ronaldo Pinto representou a “Coragem, eu sei que você pode mais”; Tássia Rabelo representou a “Fora da Ordem – por uma juventude petista, socialista, libertária e de lutas” e Marcius Siddharta defendeu a tese “Por uma juventude do PT autônoma e de lutas”. As teses “Um convite à ousadia” e “Inaugurar um novo período” não puderam enviar representantes, mas foram lembradas durante a discussão.

O debate começou às 19h e durou mais de duas horas. Temas como política internacional, modelo de desenvolvimento, projeto político para a militância jovem e as bandeiras da JPT foram debatidos. No 1º bloco, os participantes fizeram as apresentações. No 2º bloco, responderam a uma pergunta elaborada previamente pelos organizadores, que falava sobre diretrizes da juventude petista e modelo de desenvolvimento para o Brasil. Já no 3º bloco foi a fez dos participantes fazerem perguntas entre si.

Com o tempo cronometrado, o debate serviu também para testar a capacidade de síntese e a retórica dos participantes. No 4º bloco as perguntas dos internautas foram sorteadas para os representantes, e por fim, o debate encerrou-se no 5º bloco, com as considerações finais.

Mais de 1000 acessos foram registrados acompanhando o debate dos jovens petistas. Um recorde, de grande repercussão nas redes sociais, como o Twitter e o Facebook, espaços hoje fundamentais de participação da juventude.

Além da plateia que acompanhou o debate realizado no auditório da Sede Nacional do PT em Brasília, a Secretária Nacional da Juventude, Severine Macedo, compareceu ao debate e cumprimentou os participantes pela qualidade da discussão. O atual Secretário Nacional da Juventude do PT, Valdemir Pascoal, que coordenou a realização do evento, ressaltou que o resultado do debate demonstra a maturidade política da juventude petista
“Foi um momento histórico, de politização, confronto de ideias e construção de pensamentos comuns que é a cara do que precisa ser a organização da Juventude do PT. Teremos muitos momentos assim”, disse Pascoal.

(Jamila Gontijo – Portal do PT)

fonte: http://www.pt.org.br/index.php?/secretarias/categoria/secretaria_juventude

Carnaval

O Carnaval hoje em dia é conhecido por ser uma festa apenas de promiscuidade mas as coisas nem sempre foram assim. Se você entrevistar uma pessoa de 50 ou 60 anos ela vai lhe contar como se ia no carnaval antigamente, a família ia celebrar a alegria, externar a alegria. O carnaval era uma festa profundamente religiosa, familiar e comunitária. Com o passar do tempo, foram se infiltrando pessoas que não tinham família, que não comungavam desse desejo de celebrar a alegria em família. E na Itália iniciou-se um processo de mascaramento do carnaval. Para que as pessoas se divertissem à vontade sem que fossem descobertos, começaram a usar máscaras.

O que aconteceu com os grandes focos do carnaval no Brasil? Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Recife? Pouco a pouco acabou assumindo falsos valores. Não era mais uma festa de família, não era mais uma festa de brincantes, mas sim uma festa com o objetivo claro de levar as pessoas à alienação de si mesmo pelas drogas, alienação do valor do seu corpo pela prostituição, alienação da sua vontade pelo alcoolismo, pela bebida. Então aquilo que era uma festa para a família brincar, ela não pode mais participar.

Por um lado as escolas de samba mostrando a nudez como se fosse o maior valor e isso patrocinado por um grande canal de televisão, e vende isso para o mundo inteiro. O Brasil é conhecido como o país do carnaval e do futebol;e daí que nós precisamos recuperar o grande sentido comunitário que se manifesta no carnaval e no futebol, que o Brasil é um país de gente que aprendeu a ser família, a ser irmão.

Precisamos de propostas que levem as pessoas a experimentarem a alegria. Não adianta de nada dizer para a pessoa não ir lá, porque se a pessoa vai e experimenta a alegria e a alegria é sensível, Santo Tomás de Aquino aqui precisa ser lembrado, ele dizia que tudo aqui que chega na razão humana passa pelos sentimentos. A alegria que a pessoa sente lá é uma alegria real. Aquela música, aquela batucada, a beleza, o conjunto da obra, leva as pessoas a viverem uma alegria. Agora, eu só vou convencer as pessoas de que existe uma alegria maior, levando-as a experimentar a verdadeira alegria. Eu só vou conseguir mostrar para as pessoas que existe uma música que me eleva além de me alegrar, à medida que as pessoas cantando nossas músicas, dançando nossas canções experimentem uma alegria que não é regada com bebida e com droga. É com valores com algo objetivo, retomando Santo Tomás, passando pelos sentimentos, pelas emoções que nós vamos atingir os corações das pessoas

O que mais se fala nos desfiles das escolas de samba é a palavra comunidade. “A comunidade da vila tal”, “a comunidade de não sem da onde”. Por quê? Porque ali tem todo um esforço comunitário; é preciso renunciar muita coisa para estar lá, gente que passa lá dia e noite, trabalhando e gastando; gente que paga caro para desfilar porque aquilo é fruto de expressão comunitária, a comunidade está ali, mas mal usada. É mesma coisa que uma faca: Você tem uma faca em casa para cortar legumes, frutas, descascar alguma coisa para cozinhar, mas esta mesma faca pode matar alguém. È mais ou menos o que acontece com a cultura.

Por isso é nosso dever não deixar o Carnaval continuar virando aquilo que acabou se transformando nos dias de hoje , uma festa comercial onde o maior objetivo é apenas a diversão. É nosso dever como brasileiros conservar este espírito de união e preservar o samba, que já faz parte de nossa cultura.O Carnaval é um dos símbolos de nosso país. Mas alegria não é sinônimo apenas de prazer.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Campanha Nacional do Desarmamento 2011



Conheça a Campanha


A Campanha Nacional do Desarmamento 2011 tem como objetivo mobilizar a sociedade brasileira para retirar de circulação o maior número de armas de fogo possível e contribuir para a redução da violência no País.
Estudos como o Mapa da Violência, divulgado em fevereiro deste ano pelo Ministério da Justiça, apontam diminuição da violência e queda nos índices de homicídio no período das campanhas anteriores. Portanto, a medida se mostra eficaz e cumpre determinação do Estatuto do Desarmamento.

Conheça a campanha :  http://www.entreguesuaarma.gov.br/








sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Estatuto da juventude: Jovens de 15 a 29 anos conquistam ampliação dos direitos

Projeto segue para o Senado após aprovação na Câmara dos Deputados.


Com diretrizes e princípios para elaboração de políticas públicas para a população de 15 a 29 anos, o Estatuto da Juventude foi aprovado na Câmara dos Deputados (Projeto de Lei 4529/04) na última quarta-feira. O projeto segue agora para análise no Senado Federal.

Foram sete anos de tramitação até a aprovação da proposta, que garante aos jovens estudantes o direito à meia-entrada em eventos artísticos, de entretenimento e lazer em todo o território nacional. Esse benefício já era colocado em prática em alguns estados, mas não havia lei federal que o garantisse.

O Estatuto prevê ainda o direito à meia-passagem para estudantes de 15 a 29 anos em ônibus interestaduais e intermunicipais, direito que ainda depende de regulamentação “A meia-passagem dependerá de lei estadual ou municipal”, ressaltou o líder do governo na Câmara, o deputado Cândido Vaccarezza (PT/SP).


A aprovação do Estatuto foi possível após acordo com a bancada evangélica para incluir “a diversidade de valores e crenças” no trecho que trata do direito à orientação sexual e da inclusão de temas relacionados à educação sexual no currículo escolar. “A juventude não significa ter um único padrão. Nós temos várias juventudes e o Estatuto contempla isso, o espaço para a vivência da diversidade” – comentou a deputada Érika Kokay (PT/DF). Temas como consumo de álcool, drogas e doenças sexualmente transmissíveis também farão parte do conteúdo escolar a ser abordado pelos professores.



(Jamila Gontijo – Portal do PT)



Confira abaixo o que disseram os parlamentares

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Mapa da Violência

Mapa da Violência

Uma radiografia das mortes violentas de nossos jovens

Como a violência tem levado à morte os jovens brasileiros nas capitais, Estados, grandes conglomerados urbanos e municípios?  Ajudar a encontrar resposta a essa pergunta é uma das propostas do Mapa da Violência 2011 – Os Jovens do Brasil, lançamento conjunto do Ministério da Justiça e do Instituto Sangari, braço social da Sangari.

Conheça o programa Brasil Sem Miséria

o objetivo do Plano Brasil Sem Miséria?

O objetivo do Plano Brasil Sem Miséria é elevar a renda e as condições de bem-estar da população. As famílias extremamente pobres que ainda não são atendidas serão localizadas e incluídas de forma integrada nos mais diversos programas de acordo com as suas necessidades.

quem o Plano Brasil Sem Miséria é direcionado?

O Plano Brasil Sem Miséria é direcionado aos brasileiros que vivem em lares cuja renda familiar é de até R$ 70 por pessoa. De acordo com o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estão nesta situação 16,2 milhões de brasileiros.

Quais as ações envolvidas no Plano Brasil Sem Miséria?

O Plano Brasil Sem Miséria agrega transferência de renda, acesso a serviços públicos, nas áreas de educação, saúde, assistência social, saneamento e energia elétrica, e inclusão produtiva. Com um conjunto de ações que envolvem a criação de novos programas e a ampliação de iniciativas já existentes, em parceria com estados, municípios, empresas públicas e privadas e organizações da sociedade civil, o Governo Federal quer incluir a população mais pobre nas oportunidades geradas pelo forte crescimento econômico brasileiro.
A expansão e a qualidade dos serviços públicos ofertados às pessoas em situação de extrema pobreza norteiam o Brasil Sem Miséria. Para isso, o plano prevê o aumento e o aprimoramento dos serviços ofertados aliados à sensibilização, mobilização, para a geração de ocupação e renda e a melhoria da qualidade de vida. As ações incluirão os seguintes pontos:
  • Documentação;
  • Energia elétrica;
  • Combate ao trabalho infantil;
  • Segurança Alimentar e Nutricional: Cozinhas comunitárias e bancos de alimentos;
  • Apoio à população em situação de rua, para que saiam desta condição;
  • Educação infantil;
  • Saúde da Família;
  • Rede Cegonha;
  • Distribuição de medicamentos para hipertensos e diabéticos;
  • Tratamento dentário;
  • Exames de vista e óculos;
  • Assistência social, por meio dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS).

Quais serão os pontos de atendimento do programas englobados pelo Plano Brasil Sem Miséria?

Os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) serão os pontos de atendimento dos programas englobados pelo Brasil Sem Miséria. As sete mil unidades existentes no País funcionam em quase todos os municípios e outros pontos serão criados.

será a estratégia utilizada para localizar, cadastrar e incluir as famílias nos programas do Plano Brasil Sem Miséria?

Na estratégia da busca ativa, as equipes de profissionais farão uma procura minuciosa na sua área de atuação com o objetivo de localizar, cadastrar e incluir nos programas as famílias em situação de pobreza extrema. Também vão identificar os serviços existentes e a necessidade de criar novas ações para que essa população possa acessar os seus direitos. Mutirões, campanhas, palestras, atividades socioeducativas, visitas domiciliares e cruzamentos de bases cadastrais serão utilizados neste trabalho. A qualificação dos gestores públicos no atendimento à população extremamente pobre faz parte da estratégia.

Como o Plano Brasil Sem Miséria irá atuar na inclusão produtiva?

As iniciativas de inclusão produtiva urbana vão reunir estímulo à geração de ocupação e renda via empreendedorismo e à economia solidária e oferta de orientação profissional, cursos de qualificação profissional e intermediação de mão-de-obra para atender às demandas nas áreas públicas e privadas.
Em relação à qualificação, a proposta é atender pessoas de 18 a 65 anos por meio de ações articuladas de governo: Sistema Público de Trabalho, Emprego e Renda; Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica (PRONATEC); Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem); obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do Minha Casa, Minha Vida; Rede de Equipamentos de Alimentos e Nutrição; e coleta de materiais recicláveis.
Além da qualificação, o trabalho de inclusão produtiva abrangerá a emissão de documentos, acesso a serviços de saúde, como o ‘Olhar Brasil’, para exame de vista e confecção de óculos, e o ‘Brasil Sorridente’, para tratamento dentário, além de ações de microcrédito e orientação profissional.

Quais as ações do Plano Brasil Sem Miséria estão voltadas aos Catadores de material reciclável?

O plano prevê o apoio à organização produtiva dos catadores de materiais recicláveis e reutilizáveis. Para este público, está prevista a melhoria das condições de trabalho e a ampliação das oportunidades de inclusão socioeconômica. A prioridade é atender capitais e regiões metropolitana.
O Brasil Sem Miséria também apoiará as prefeituras em programas de coleta seletiva com a participação dos catadores de materiais recicláveis. O plano vai capacitar e fortalecer a participação na coleta seletiva de catadores, e terá ações para viabilizar a infraestrutura e incrementar redes de comercialização.

Quais ações do Plano Brasil Sem Miséria estão voltadas aos agricultores familiares em situação de extrema pobreza atendidos pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)?

Uma das metas do Brasil Sem Miséria para a zona rural é aumentar em quatro vezes o número de agricultores familiares atendidos pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).
Uma das ações da inclusão produtiva rural será a assistência técnica individualizada e continuada de 253 mil famílias. Para acompanhar os agricultores, haverá uma equipe de 11 técnicos para cada mil famílias. Consta ainda do plano o fomento de R$ 2,4 mil por família, ao longo de dois anos, para apoiar o aumento da produção e a comercialização excedente dos alimentos. O pagamento será efetuado por meio do cartão do  Bolsa Família. Além disso, essas famílias receberão insumos (sementes, adubos, fertilizantes, entre outros).
Ampliar as compras por parte de instituições públicas e filantrópicas (hospitais, escolas, universidades, creches e presídios) e a rede privada de supermercados, por exemplo, também é objetivo do plano. 

Como o Plano Brasil Sem Miséria irá atuar no acesso à água para consumo e produção?

O acesso à água para o consumo e a produção é outra ação que se fortalece com o Brasil Sem Miséria.  De acordo com o plano, a construção de novas cisternas para o consumo vai atender 750  mil famílias rurais até 2013. Além disso, existem ações para ampliar o acesso de 600 mil famílias à água para produção e criação de animais através de cisternas, sistemas simplificados, sistemas de irrigação  para pequenas propriedades e recuperação de poços artesianos. 
O plano definiu também que mais 257 mil famílias terão acesso à energia elétrica até 2014 através do Programa Luz para Todos. Esse quantitativo foi obtido a partir dos dados da população extremamente pobre, levantados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).




http://www.youtube.com/watch?v=C_aiAWjeQUM

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Juventude na Conferência aprofundou o debate sobre seus direitos.

Com o objetivo, de contribuir para a construção e o fortalecimento da política municipal de juventude. Bem como ser etapa integrante da 2° Conferencia nacional de política pública de juventude.

A galera da JPT cumpriu seu papel em Suzano-SP com o processo de democracia e conquistas de direito da Juventude.

A 1° Conferencia Municipal de Juventude, aconteceu a três anos em nossa cidade (2008) Jovens dos quatro cantos da Cidade, das mais variadas formas de expressão e diversas realidades sociais, participarão de espaços de discussão e diálogo sobre suas necessidades e sobre o presente e futuro do país.

Nosso compromisso com a continuidade de um governo democrático e popular.

2° Conferencia Municipal de Juventude: Conquistar direitos, desenvolver o Brasil, foi realizada no dia 20/08/2011, ás 9hs, local: Instituto Federal de Educação, Ciência e tecnologia de Suzano (IFSP), na AV. Mogi das Cruzes, 1.501. Pq Suzano. Aproximadamente 300 pessoas participaram da atividade chamada por movimentos e entidades, em parceria com a Prefeitura Municipal de Suzano.

O Prefeito Municipal Marcelo Candido, fez a abertura do evento que contou com outras autoridades, como: dep. Estadual José Candido. Vereadores do legislativo municipal, Ver. Luizinho (PT). Ver. Derli do PT. Ver. Zaquel (Presidente da casa legislativa). Ver. Luiz reis. Esteve presente também secretári@s: Participação popular e descentralização ( Rosenil). Sec. de Cultura (Walmir). Sec. de defesa Social e Prevenção á Violência ( Hamilton). Sec. de desenvolvimento econômico, trabalho, negocio e turismo ( Mauro Vaz). Sec. de manutenção e serviços Urbano ( Carmem Lucia). Sec. de Promoção da Cidadania e Inclusão Social ( Valdicir Stuani). Sec. de Transporte, ( Lucia dos Santos.).

Alem do ouvidor municipal ( Lucio) , contamos com a presença do diretor geral do campos instituto Federal de Educação, Ciência e tecnologia de Suzano (IFSP) Massamori Kashiwagi, na abertura.

A conferência buscou despertar os jovens para a luta pelos seus direitos, o evento que tem como tema “Juventude, participação e efetivação de direitos.” Foi um convite ao diálogo, uma provocação crítica que movimenta a juventude na busca de construção de alternativas criativas, coletivas e que aprofundem a conquista e ampliação dos direitos da juventude e de toda a sociedade.

Os jovens da cidade de Suzano das mais diversas opiniões e realidades sociais deram suas sugestões de políticas públicas para a juventude. Temos a oportunidade de desenvolver ações que efetivem de fato os direitos da juventude, por ser uma área que precisa ser encarada.

Em Suzano, o censo/2010 do IBGE, apresenta um total de 70.057 jovens, ou seja, com idade entre 15 e 29 anos, faixa etária da população que presencia e vivencia os conflitos do "Ser JOVEM" em nossa sociedade.

É preciso despertar o jovem para a realidade de seus direitos devem ser respeitados e que suas exigências podem sim ser atendidas, se organizadas, agora temos um bom relatório e apontamento de políticas que vem ao interesse de nossa juventude em nossa cidade. Estamos apenas começando o aprofundamento da discussão da juventude no Brasil e contribuímos com nossa parte em Suzano.

Em breve delegação de Suzano e propostas de politicas publicas aprovadas na 2° Conjovem...

terça-feira, 17 de maio de 2011

Blogueiros do Alto Tietê na Luta pelo marco regulatório







Tecnologia da informação em Pauta!!!

Conforme já informado neste Blog, o I Encontro de Blogueiros do Alto Tietê irá debater como reforçar a luta por um novo marco regulatório dos meios de comunicação, que garanta avanços na democratização deste setor estratégico, com maior pluralidade e diversidade informativas.

Estarão em debate o projeto de regulação da mídia, o Plano Nacional de Banda Larga (PNLB) e a liberdade na internet, entre outros temas. As ações políticas e organizativas para fortalecer a blogosfera progressista da região do AT também serão alvo de intensa reflexão e polêmica.

No Brasil, até agora já ocorreram seis encontros estaduais preparatórios para o 2º Encontro Nacional dos Blogueiros Progressistas, que ocorrerá nos dias 17, 18 e 19 de junho, em Brasília. Estes encontros discutiram a pauta acima – Pará, com 40 presentes; Rio Grande do Norte, 30; Paraná, 40; Mato Grosso, 70; São Paulo, 110; e Rio de Janeiro, 200 –, que somaram 490 blogueiros e ativistas digitais. Outros nove estão agendados para os próximos finais de semana: PB, PE, CE, RS, DF, ES, BA, AM, MA.
No Alto Tietê o encontro será dia 04/06 em Poá.

Inscreva-se AQUI no I Encontro de Blogueiros do Alto Tietê


Entre os nomes confirmados estão o jornalista Paulo Henrique Amorim (Rede Record de Televisão), Leonardo Sakamoto (presidente da ONG Repórter Brasil), Eduardo Guimarães (presidente do Movimento dos Sem-Mídia, editor do Blog da Cidadania), Ale Rocha (Yahoo Brasil), Cesar Oliveira (jornalista), Ana Maria Magni Coelho (SEBRAE-SP)e 0 Deputado federal Ivan Valente. (Novos participantes estão sendo confirmados)

Data: 04 de Junho de 2011 - Sábado
Local: Espaço Cultural Taiguara
Endereço: Alameda Pedro Kalil, 50, Poá / SP


Programação
Credenciamento: 09:00h
Palestra manhã: 10:00h
Mesa de debate 1: 13:30h
Mesa de debate 2: 15:30h
Encerramento: 17:00h
Veja a programação atualizada aqui: http://www.blogsdoaltotiete.blogspot.com
Taxa de inscrição: Grátis
Atenção: Serão emitidos certificados somente aos participantes inscritos de forma antecipada.

2º Encontro Nacional dos Blogueiros Progressistas
Brasília-DF
De 17 a 19 de junho
Estudantes - R$ 20; Demais participantes - R$ 60
Inscrições AQUI ou no site:
http://www.baraodeitarare.org.br/


OGrito... Construindo o exercício de cidadania na Juventude de Suzano.

Educação destaque...



Educação em Pauta!

Alunos trocam experiências durante workshop em Suzano


Estudantes dos Campi Cubatão, Guarulhos, Matão, Sertãozinho, Bragança Paulista e São Paulo prestigiaram os alunos de Suzano, anfitriões do 2.º Workshop de Negócios e Inovação Tecnológica, realizado nos dias 11 e 12 de maio.

A exposição dos trabalhos de iniciação científica e das produções durante a 2.ª Vitrina de Inovação Tecnológica possibilitaram a troca de experiências entre alunos de diferentes cursos e campi. “Os trabalhos são muito bons e percebi que aplicam o conhecimento teórico aprendido. A minha pesquisa de iniciação científica é bem teórica e a dos alunos daqui prática. Essas diferenças estimulam a gente”, analisou o aluno do curso de tecnologia em Fabricação Mecânica do Campus Sertãozinho, Wesley Schiavinato.

Alexandre Kawakami, aluno do curso técnico em Comércio do Campus Suzano, atentou-se ao trabalho com sementes oleaginosas para a produção do biodiesel, apresentado pelos alunos do curso de tecnologia em Biocombustíveis do Campus Avançado Matão. “Desconhecia o processo de produção do biodiesel. É muito interessante. Tem muitas novidades entre os trabalhos”.

Os alunos de Suzano literalmente recepcionaram os cerca de 600 participantes que passaram pelo evento durante os dias 11 e 12 de maio. Eles trabalharam no credenciamento dos convidados, organização dos painéis e coffee break, entre outras tarefas.

“Foi interessante lidar com um público diferente, ouvir as experiências de profissionais renomados e autoridades em diversas áreas. Esclarecemos dúvidas sobre o mercado de trabalho e vimos que esse evento irá nos abrir portas”, observaram as alunas de Comércio, Mariana de Morais Fernandes e Jaqueline Alexandrina Leite.

As atividades promovidas com o objetivo de aproximar as empresas dos alunos do Instituto Federal não param por aqui. No mês de setembro, o Campus São Paulo recebe a terceira edição do Workshop de Negócios e Inovação Tecnológica. Paralelamente, serão realizados o 2.º Congresso de Iniciação Científica e a 3ª Vitrina de Inovação Tecnológica.

No mês de junho, será oferecido o curso a distância de extensão em Gestão da Inovação Tecnológica, uma parceria entre a pró-reitoria de Pesquisa e Inovação e o Núcleo de Inovação Tecnológica (Nit).

Empresários
O empresariado da região do Alto Tietê tirou dúvidas sobre as legislações que oferecem incentivos fiscais para investimento em inovação tecnológica durante o segundo dia do Workshop, realizado no Campus Suzano.

A lei do bem foi interpretada pelo advogado Roberto Mercado Lebrão e pelo professor da Universidade de São Paulo e presidente do Grupo Allagi, Roberto Mercado. Eles apontaram a dificuldade de compreensão da Lei n.º 11.196/05 que oferece benefícios às empresas investidoras em tecnologia.
materia publicada; sex,13 de maio, 9:23 - www.ifsp.edu.br .



Queremos Mais: Novo campus IFSP Suzano


news:http://www.diariodesuzano.com.br/main4/conteudo.php?cod=257928&data=2011-05-12

A licitação das obras para construção do novo prédio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) deve ser publicada até julho. O novo espaço que será construído na área do Jardim Monte Cristo abrigará laboratórios de dois novos cursos previstos para o próximo ano, o de Tecnologia em Processos Químicos e o de licenciatura em Química.

Comunicação JPT - Suzano

Conferencia de Juventude vem ai!!! etapas Municipais




Decreto publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira confirma a realização da 2ª Conferência Nacional de Políticas Públicas de Juventude para os dias 09 a 12 de dezembro deste ano, em Brasília.
Para o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República – a qual está vinculada a Secretaria Nacional de Juventude – a Conferência deve ser um espaço formulador da nova política de juventude. “A Conferência representa um espaço de democracia, encontro e formulação de propostas e reivindicações que possam dar continuidade a todo o trabalho que já foi feito para a juventude”, afirma Carvalho.
Na opinião da secretária Nacional de Juventude, Severine Macedo, a conferência simboliza um instrumento mobilizador que deve contribuir para que os eixos definidos como prioridades de sua gestão – enfrentamento à mortalidade da juventude negra; trabalho decente; Plano de Banda Larga; autonomia das mulheres jovens e o estímulo à juventude rural; entre outros – se transformem em um Plano Nacional de Juventude.
A Comissão Organizadora Nacional da Conferência foi instalada no último dia 15, durante reunião do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve). Confira a lista completa dos integrantes:
 Gabriel Medina – Presidente do Conjuve / Fonajuves
 Kathia Dudyk – Instituto Paulo Freire
 Danielle Basto – Escola de Gente
 Gabriel Alves – CPC/UMES
 Nilton Lopes – CIPÓ – Comunicação Interativa
 Hélio Barbosa – Rede de Jovens do Nordeste
 João Vidal – UGT
 Maria Elenice Anastácio – Contag
 Marc Emmanuel Mendes – PMDB
 Joubert Fonseca – PSB
 Murilo Amatneeks – PT
 Alexandre Piero – PJ
 Danilo Moraes – CONEN
 Marcela Cardoso – UNE
 Paula Costa – UBM
 Ângela Cristina Santos Guimarães – Secretaria Nacional de Juventude/SG/PR
 Juana Nunes Pereira – Ministério da Cultura
 Raquel Porto Santori – Ministério do Desenvolvimento Agrário
 Maurício Boldrin Zanpaulo – Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome
 Rodrigo de Oliveira Júnior – Ministério da Educação
 Danielle Fermiano dos Santos Gruneich – Ministério do Esporte
 Guilherme Zambarda Leonardi – Ministério da Justiça
 Lílian Cherulli de Carvalho – Ministério da Saúde
 José Geraldo Machado Júnior – Ministério do Trabalho e Emprego
 Geraldo Vitor de Abreu – Ministério do Meio Ambiente
 Eliane Ferreira da Silva – Ministério da Ciência e Tecnologia
 Cintia Santana Pires de Saboia – Ministério do Turismo
 João Alves de Souza Júnior – Secretaria de Direitos Humanos
 Luciana Mandelli – Secretaria de Políticas para as Mulheres
 Luiz Barcelos – Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial
 Deputado Reginaldo Lopes – Frente Parlamentar de Defesa das Políticas Públicas de Juventude da Câmara dos Deputados
 Ismênio Bezerra – Fórum Nacional de Gestores Estaduais de Juventude
 Anízio dos Santos Freitas – Fórum Nacional de Gestores Municipais de Juventude
O Regimento Interno da Conferência, que contempla as regras para as etapas preparatórias do evento, foi publicado pela Comissão Organizadora Nacional.


http://www.juventude.ba.gov.br/wp-content/uploads/2011/05/SG_FINAL_REGIMENTO_INTERNO_2CNPPJ_Conjuve_SNJ_04_05_final1.pdf

A "gente diferenciada" mostrou seu valor




A "gente diferenciada" mostrou seu valor


Manifestação do churrascão da gente diferenciada.

Manifestação irreverente, criativa, com a cara de uma parcela da juventude paulistana de classe média: bem vestidos, bem-humorados e acima de tudo bem informados e conscientes de que para a cidade melhorar para todos, todos têm de se envolver e lutar por boas causas.

E sim, teve até churrasqueira, carvão, lingüiça, carne e abobrinha. O repórter da Globo fazendo inúmeras passagens, descrevendo o cardápio do churrasco me perguntou: Aquilo ali é abobrinha mesmo, né?

Encontrei também muitos moradores do bairro Higienópolis que têm consciência que a cidade é de todos. Conversei com vários deles, uma senhora que vive há 35 anos em Higienópolis, dona Marivone, 80 anos, disse que nunca viu nada igual no bairro e ela estava lá participando da manifestação e se divertindo com a moçada.

O Sindicato dos Metroviários também marcou presença.

A manifestação se autogestionou, ocorriam diferentes performances simultaneamente em frente ao Shopping Higienópolis. Alguns manifestantes mais velhos queriam organizar, concentrar, sem sucesso. Eles ainda não entenderam que esses jovens têm um jeito próprio de se manifestar e o espaço para a brincadeira, para as performances individuais devem ser garantidos.

Para onde se olhava estava acontecendo algo, um fazendo o camelô vendendo DVD pirata do Calcinha Preta, o outro com a capa do LP do Ultrage a rigor – Nós vamos invadir sua praia, outros com cartazes engraçados, enfim tinha de tudo, afinal somos gente diferenciada

Nos discursos assumiam diversos lados como se fossem pró e contra e arrancavam risos ou vaias dos manifestantes.

Até o CQC apareceu, com o repórter Oscar Filho, e foi bem recebido, mas também foi questionado, até eu entrei na brincadeira e disse ao Oscar Filho que ele não era gente diferenciada. E Oscar Filho também brincou teve de tomar a pinga popular oferecida pelos manifestantes. Outros manifestantes perguntaram por que a Band não tinha mandado o Rafinha Bastos ou o Danilo Gantili.

Já participei de muitas manifestações em algumas fui queimada com gás de pimenta com já acomteceu na câmera legislativa em Suzano. Mas em Higienópolis não houve qualquer violência e vi jovens questionando os policiais de modo bem incisivo que em uma manifestação da periferia os moradores não ousariam fazer. Mas os policiais permaneceram na maior calma, educadíssimos, como gostaríamos de ver toda a polícia. Vou sugerir aos meninos do Passe Livre que façam manifestações em Higienópolis, lá a polícia não bate em manifestante e olhe que teve até churrasqueira ambulante, acesa e tudo!

Gente ‘diferenciada’ como a psicóloga Guiomar se referiu para não dizer gente pobre era a minoria, mas foi bem representada com criatividade e originalidade, nas performances e nos slogans. Aliás Guiomar foi bem lembrada no coro: O Guiomar, cadê você, eu vim aqui só pra te ver!

Depois da concentração no shopping os manifestantes caminharam até onde deve ser a futura estação do metrô na esquina da Sergipe com a Angélica, ao caminharmos pela Angélica agora fechada pra que os manifestantes pudessem caminhar os moradores dos edifícios nos acenavam tiravam fotos, funcionárias das lojas foram para a porta e gritavam queremos metrô, chamávamos os moradores pra se unir a nós, alguns desceram.

A classe média paulistana usa e quer mais metrô e mostrou para a minoria de Guiomares de Higienópolis que ela não precisa ter medo de gente diferenciada, que a gente diferenciada trouxe beleza e alegria para o bairro. Será muito bacana uma estação em Higienópolis, conseguiremos juntar a Brasilândia aos moradores que tem um parque como a Praça Buenos Aires que tem playground para cachorros.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Pesquisa aponta metrô de São Paulo como o mais lotado do mundo




Uma materia que Foi ao ar Ontem a noite no Fantastico TV Globo me dispeetou essa pergunta ao GOVERNADOR de São Paulo.

De quem é a Culpa Agora Geraldo Alckmin? ( O Grito)

Segundo especialistas:
Escassez de linhas é o principal motivo da superlotação, segundo especialista.


O Show da Vida entra agora no empurra-empurra do metrô de São Paulo. Uma pesquisa internacional apontou o metrô paulistano como o de maior movimento do mundo.( Edição Globo)


Os números mais recentes, divulgados pela comunidade dos metrôs, a Conmet, são de 2009.
É uma pesquisa usada como fonte de estudo pelos metrôs do mundo todo. Na comparação com outras cidades, o metrô paulistano é o mais lotado porque o número de linhas é pequeno.

1º São Paulo - 70,6km/linhas
2º Moscou - 298,2km/linhas
3º Hong Kong - 174,7km/linhas

São Paulo tem menos de 71km de linhas. Em moscou, esse número chega quase a 300km.
Em Hong Kong, a quase 175km.

Lembra daquelas imagens da plataforma praticamente vazia em moscou, apesar de ser o segundo metrô mais movimentado do mundo? Aí está a explicação.

Com mais linhas, maior o fluxo de passageiros e menor a lotação. Cenas que São Paulo ainda não conhece. “É muita gente precisando se deslocar, então, a gente precisava ter uma rede muito maior do que a gente tem para dar conta de uma cidade como São Paulo”, explica Cláudio Barbieri da Cunha, especialista em engenharia dos transportes.

Nova Secretaria nacional de Juventude do Governo Dilma "Posse"


Brasília, 14/04/2011 – Enfrentamento à mortalidade da juventude negra; trabalho decente; Plano de Banda Larga; inclusão produtiva e autonomia das mulheres jovens; e o estímulo à juventude rural de forma a garantir a sucessão da agricultura familiar. Esses serão alguns pontos da atuação da Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) para os próximos quatro anos, segundo a nova Secretária Nacional de Juventude, Severine Macedo, que tomou posse nesta quinta-feira. A SNJ integra a estrutura da Secretaria-Geral da Presidência da República.

Para alcançar esses objetivos, segundo Severine, será preciso aumentar a capacidade articuladora da SNJ, ampliar a transversalidade das políticas de juventude dentro do governo federal, além de aumentar a parceria com estados e municípios e fortalecer a relação com o Parlamento.

Severine afirmou que este é o momento de consolidar as políticas em curso e de responder às antigas e às novas demandas da juventude brasileira. Agradeceu ao ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, “por acreditar na capacidade da nossa geração em tocar as políticas de juventude”. Emocionada, fez uma homenagem à mãe: “Agradeço à minha mãe, minha grande referência política de militância, que me soltou pela mão e disse: vai que essa luta é nossa”.

A secretária citou a criação do Projovem, da Secretaria Nacional de Juventude e do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) como importante investimento nas políticas públicas do país. “A juventude se coloca como um segmento estratégico para a construção de um novo Brasil. Precisamos promover políticas públicas que aumentem a emancipação dos jovens e os reconheçam como sujeitos de direitos”, destacou.

Severine falou ainda sobre a Conferência Nacional de Juventude, que acontece entre os dias 9 e 12 de dezembro deste ano. Para ela, a conferência deve ser um instrumento mobilizador que contribua para que os eixos defendidos e aprovados naquela instância se transformem em um grande Plano Nacional de Juventude.

O ministro Gilberto Carvalho afirmou que a escolha por uma secretária jovem representou uma aposta na juventude que, segundo ele, é responsável por coordenar um trabalho sério, urgente e necessário. Carvalho convocou a todos para que sejam parceiros e apoiadores do trabalho da SNJ. “A juventude não pode esperar. Há tarefas importantes que a juventude pode cumprir e esse trabalho é fundamental para o país. Os jovens devem ser plenos de seus direitos e deveres como construtores de uma sociedade justa e fraterna”, disse Carvalho.

Compuseram a mesa da cerimônia de posse o ministro Gilberto Carvalho; a ministra de Políticas para as Mulheres, Iriny Lopes; a secretária Nacional de Juventude, Severine Macedo; a secretária-adjunta de Juventude, Ângela Guimarães; o ex-secretário Nacional de Juventude, Beto Cury; os ex-secretários-adjuntos de Juventude, Danilo Moreira e Regina Novaes; e o presidente do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve), Gabriel Medina.

Currículo – Severine Macedo, 28 anos, nasceu em Anita Garibaldi, município da serra de Santa Catarina. Formou-se em Pedagogia na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Começou sua militância aos 12 anos na Pastoral da Juventude. A participação no movimento sindical rural teve início aos 16 anos, em 1998. No ano seguinte, assumiu a coordenação de juventude da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do Estado de Santa Catarina. Em 2001, assumiu a coordenação de juventude da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar da Região Sul e, em 2005, o mesmo posto no congresso de criação da Fetraf-Brasil/CUT. Na CUT Nacional, Severine fez parte do coletivo de jovens. De 2005 a 2009, integrou o Conjuve e se destacou como a conselheira mais jovem da primeira gestão. Filiada ao PT desde os 16 anos, compôs a Comissão Executiva do partido em Santa Catarina em 2008, até ser eleita Secretária Nacional de Juventude do PT em maio daquele mesmo ano.

Veja Depoimentos Da executiva Nacional do PT menbros do diretorio da JPT

Versões e ficções: O seqüestro da história



Versões e ficções: O seqüestro da história

Artores: Varios autores

Sinopse:
Reunião de textos sobre a resistência à ditadura militar no Brasil do final dos anos 60 e início dos 70. É a versão de quem viveu e acompanhou aquele momento dramático da história brasileira, em que o governo militar cerceou as liberdades civis e perseguiu violentamente seus opositores. Os autores - entre eles vários dos participantes do seqüestro do embaixador norte-americano em 1969 - dão um testemunho que questiona as versões conciliadoras que estão por detrás de interpretações supostamente "isentas" e "desideologizadas", como a do filme O que é isso companheiro? "Versões e ficções: o seqüestro da história é guiado por uma preocupação central que o unifica: nem tanto a de restaurar a 'verdade dos fatos', como se esta existisse em absoluto, mas pôr em cena versões menos comprometidas com a 'idealização do passado'." Ronaldo Vainfas, Jornal do Brasil

terça-feira, 19 de abril de 2011

Mapa da Violência 2011: Os jovens do Brasil‏

Como a violência tem levado à morte os jovens brasileiros nas capitais, Estados, grandes conglomerados urbanos e municípios? Ajudar a encontrar resposta a essa pergunta é uma das propostas do Mapa da Violência 2011


veja video

2ª Conferência Nacional de Juventude acontece de 09 a 12 de dezembro deste ano

2ª Conferência Nacional de Juventude acontece de 09 a 12 de dezembro deste ano
Publicado por: Administrador, em 19/04/2011

Brasília, 19/04/2011 – Decreto publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira confirma a realização da 2ª Conferência Nacional de Políticas Públicas de Juventude para os dias 09 a 12 de dezembro deste ano, em Brasília.
Para o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República – a qual está vinculada a Secretaria Nacional de Juventude – a Conferência deve ser um espaço formulador da nova política de juventude. “A Conferência representa um espaço de democracia, encontro e formulação de propostas e reivindicações que possam dar continuidade a todo o trabalho que já foi feito para a juventude”, afirma Carvalho.

Na opinião da secretária Nacional de Juventude, Severine Macedo, a conferência simboliza um instrumento mobilizador que deve contribuir para que os eixos definidos como prioridades de sua gestão – enfrentamento à mortalidade da juventude negra; trabalho decente; Plano de Banda Larga; autonomia das mulheres jovens e o estímulo à juventude rural; entre outros – se transformem em um Plano Nacional de Juventude.
A Comissão Organizadora Nacional da Conferência foi instalada no último dia 15, durante reunião do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve). Confira a lista completa dos integrantes:


Gabriel Medina – Presidente do Conjuve / Fonajuves
Kathia Dudyk – Instituto Paulo Freire
Danielle Basto – Escola de Gente
Gabriel Alves – CPC/UMES
Nilton Lopes – CIPÓ – Comunicação Interativa
Hélio Barbosa – Rede de Jovens do Nordeste
João Vidal – UGT
Maria Elenice Anastácio – Contag
Marc Emmanuel Mendes – PMDB
Joubert Fonseca – PSB
Murilo Amatneeks – PT
Alexandre Piero – PJ
Danilo Moraes – CONEN
Marcela Cardoso – UNE
Paula Costa – UBM
Ângela Cristina Santos Guimarães – Secretaria Nacional de Juventude/SG/PR
Juana Nunes Pereira – Ministério da Cultura
Raquel Porto Santori – Ministério do Desenvolvimento Agrário
Maurício Boldrin Zanpaulo – Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome
Rodrigo de Oliveira Júnior – Ministério da Educação
Danielle Fermiano dos Santos Gruneich – Ministério do Esporte
Guilherme Zambarda Leonardi – Ministério da Justiça
Lílian Cherulli de Carvalho – Ministério da Saúde
José Geraldo Machado Júnior – Ministério do Trabalho e Emprego
Geraldo Vitor de Abreu – Ministério do Meio Ambiente
Eliane Ferreira da Silva – Ministério da Ciência e Tecnologia
Cintia Santana Pires de Saboia – Ministério do Turismo
João Alves de Souza Júnior – Secretaria de Direitos Humanos
Luciana Mandelli – Secretaria de Políticas para as Mulheres
Luiz Barcelos – Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial
Deputado Reginaldo Lopes – Frente Parlamentar de Defesa das Políticas Públicas de Juventude da Câmara dos Deputados
Ismênio Bezerra – Fórum Nacional de Gestores Estaduais de Juventude
Anízio dos Santos Freitas – Fórum Nacional de Gestores Municipais de Juventude

O Regimento Interno da Conferência, que contempla as regras para as etapas preparatórias do evento, será publicado nos próximos dias pela Comissão Organizadora Nacional.


Veja aqui o Decreto que altera a data da 2ª Conferência Nacional de Juventude

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Ato em Prol Lei do Aprendiz Para Suzano






Ato em Prol Lei do Aprendiz Para Suzano
Mais de 600 Jovens saíram as ruas chamando a atenção para a importância de contratar um aprendiz vejam fotos do alto.


Mais informoes
Prefeitura de Suzano
http://www.suzano.sp.gov.br/CN03/noticias/nots_det.asp?id=5916

Diário de Suzano
http://www.diariodesuzano.com.br/main4/conteudo.php?cod=257462&data=2011-04-14


Mais fotos
https://picasaweb.google.com/jairpedrosa/AtoEmProlDaLeiDoApendiz?feat=directlink#

Severine Macedo toma posse hoje como secretária nacional da Juventude

A nova secretária Nacional de Juventude do Governo Dilma, Severine Macedo, toma posse do cargo nesta quinta-feira (14). Nascida em Anita Garibaldi, no estado de Santa Catarina, a petista foi escolhida por sua experiência com o tema, tendo ocupado desde 2008 a Secretaria Nacional de Juventude do PT.

Para o líder da bancada petista na Câmara Federal, deputado Paulo Teixeira (PT/SP), o trabalho da secretaria é fundamental para o futuro do País. “É fundamental que o Governo tenha uma política para a juventude e continue a ter. São vários temas como educação, esporte, cultura e proteção familiar que são temas que formam o caráter da pessoa. E a Severine é uma pessoa que vem dessas lutas e vai contribuir para o fortalecimento da juventude no Brasil” afirmou o parlamentar.

A posse de Severine como secretária Nacional de Juventude vai ocorrer no auditório do Anexo II do Palácio do Planalto a partir das duas horas da tarde. (Janary Damacena – Portal PT).

Participe da campanha “Banda larga é um direito seu! Uma ação pela internet barata, de qualidade e para todos”


Participe da campanha “Banda larga é um direito seu! Uma ação pela internet barata, de qualidade e para todos”

Lançamento nacional será no dia 25/4, em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília




A banda larga no Brasil é cara, lenta e para poucos, e está na hora de pressionar o poder público e as empresas para essa situação mudar. O lançamento do Plano Nacional de Banda Larga em 2010 foi um passo importante na tarefa necessária de democratizar o acesso à internet, mas é insuficiente. O modelo de prestação do serviço no Brasil faz com que as empresas não tenham obrigações de universalização. Elas ofertam o serviço nas áreas lucrativas e cobram preços impeditivos para a população de baixa renda e de localidades fora dos grandes centros urbanos.




Enquanto isso, prefeituras que tentam ampliar o acesso em seus municípios esbarram nos altos custos de conexão às grandes redes. Provedores sem fins lucrativos que tentam prover o serviço são impedidos pela legislação. Cidadãos que compartilham sua conexão são multados pela Anatel.




É preciso pensar a banda larga como um serviço essencial. A internet é instrumento de efetivação de direitos fundamentais e de desenvolvimento, além de espaço da expressão das diferentes opiniões e manifestações culturais brasileiras por meio da rede.




Neste dia 25, vamos colocar o bloco na rua: juntar blogueiros, ativistas da cultura digital, entidades de defesa do consumidor, sindicatos e centrais sindicais, ONGs, coletivos, usuários com ou sem internet em casa, todos aqueles que acham que o acesso à internet deveria ser entendido como um direito fundamental. Nossa proposta é unir os cidadãos e cidadãs brasileiros em uma vigília permanente em defesa do interesse público na implementação do Plano Nacional de Banda Larga e da participação da sociedade civil nas decisões que estão sendo tomadas.




O lançamento nacional da Campanha Banda Larga é um Direito Seu! Uma ação pela Internet barata, de qualidade e para todos será feito em plenárias simultâneas em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília, com transmissão pela Internet. O manifesto da campanha, a lista de participantes e o plano de ação estão no site www.campanhabandalarga.org.br. Participe.




SÃO PAULO (SP) - 19h

Sindicato dos Engenheiros de São Paulo

Rua Genebra, 25 – Centro (travessa da Rua Maria Paula)




RIO DE JANEIRO (RJ) - 20h30

Auditório do SindJor Rio

Rua Evaristo da Veiga, 16, 17º andar




SALVADOR (BA) - 19h

Auditório 2 da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia

Avenida Reitor Miguel Calmon s/n – Campus Canela





BRASÍLIA (DF) – A CONFIRMAR

Balaio Café

CLN 201 Norte, Bloco B, lojas 19/31

terça-feira, 12 de abril de 2011

Ato em prol da lei do Aprendiz


1º Ato em prol do cumprimento da Lei do Aprendiz, que será realizado na próxima quarta-feira (13/4), a partir das 10h, concentração na Praça Cidade das Flores, Suzano- SP.

A mobilização tem como objetivo sensibilizar o empresariado sobre a importância da lei do Aprendiz conscientizar a sociedade sobre a necessidade de regulamentação da Lei do Aprendiz. A lei determina que os estabelecimentos de qualquer natureza são obrigados a empregar adolescentes e jovens com idade entre 14 e 24 anos incompletos em número equivalente em 5%, no mínimo, e 15%, no máximo, do total de trabalhadores.

A Juventude do Partido dos Trabalhadores respondendo Kleiton ramos responsável pela comunicação em conversa com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Negócios e Turismo, Mauro Vaz destaca os incentivos da lei.

As empresas que contratarem em regime de aprendiz devem matricular os jovens em cursos dos serviços nacionais de aprendizagem destaca a importância de aperfeiçoar os cursos , Os empregadores têm a alíquota dos depósitos do FGTS reduzida de 8% para 2%, como forma de incentivo no cumprimento da lei. Podem contratar jovens, por meio de um contrato especial de trabalho, com duração máxima de dois anos. As exigências pedagógicas devem prevalecer sobre o aspecto produtivo. A jornada diária é de no máximo seis horas diárias para os que estão no ensino fundamental e de no máximo oito para os que já concluíram. Micros e pequenas empresas podem contratar aprendizes embora não sejam obrigadas.

Cabe ao Ministério do Trabalho e Emprego, por meio das Delegacias Regionais do Trabalho (DRTs) e subdelegacias, do Ministério Público do Trabalho, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), dos Conselhos Tutelares, garantir a aplicação e fiscalização da Lei de Aprendizagem.

Esperamos um grande ato amanha na cidade de Suzano, primeiro de uma serie de ações que a séc. desenvolvimento realizar diz O séc. Mauro vaz.

Mais informações http://www.suzano.sp.gov.br/CN03/noticias/nots_det.asp?id=5905

sexta-feira, 18 de março de 2011

JPT Convoca Juventude para festa da posse José Candido.

O ato da festa da posse do dep. Estadual José Candido do Partido dos Trabalhadores, eleito em SP que será dia 20 de Março,( Domingo) 10hs da manha ato político as 11h hs, local: Clube de Campo – XI Paulista. Av. Cap. Pedro Esperidião hoffer, esquina com Estr. das laranjeiras – Jardim Nova Poá – Poá – SP.

Por que cantamos ( Uma poesia)

Se cada hora vem com sua morte
Se o tempo é um covil de ladrões
Os ares já não são bons ares
E a vida
É nada mais que um alvo móvel
Você perguntará porque cantamos
Se nossos bravos ficam sem abraço
A pátria está morrendo de tristeza
E o coração do homem se faz cacos
Antes mesmo de explodir a vergonha
Você perguntará porque cantamos
Se estamos longe com um horizonte
E quando soa o rio/ soa o rio
Cantamos porque o cruel não tem nome
Embora tenha nome o seu destino
Cantamos pela infância e porque tudo
E porque algum futuro e porque tudo
E porque algum futuro e porque o povo
Cantamos porque os sobreviventes
E os nossos mortos querem que cantemos
Cantamos porque o grito só não basta
E já não basta o pranto e a raiva
Cantamos porque cremos nessa gente
E porque venceremos a derrota
Cantamos porque o sol nos reconhece
E porque o tempo cheira à primavera
E porque nesse talo e lá no futuro
Cada pergunta tem a sua resposta
Cantamos porque chove sobre o sulco
E somos militantes desta vida
E porque não podemos nem queremos
Deixar que a canção se torne cinzas.
Mário Benedetti

segunda-feira, 7 de março de 2011

Mulheres



Galera... = o Dia Internacional da Mulher do ano de 2011 adquire um sabor especial,, consolida-se uma história de luta e enfretamento a todas as formas de exclusão e violência. Ano passado Homens e Mulheres tiveram em suas mãos a responsabilidade de iniciar o rompimento
com as sustentações machistas e sexistas, além de exercitar a equidade de gênero, elegendo – pela primeira vez na história e contrariando discursos e estatísticas de setores conservadores da sociedade brasileira – uma mulher para ocupar o cargo de maior autoridade do país, o de Presidente (A) da República.

Por isto Publicamos esta carta em nome homem do Partido dos trabalhadores. Suzano
Comunicação JPT Suzano ( Kleiton Ramos )

Companheiros do Partido dos Trabalhadores solidariedade com a luta das mulheres.

JUVENTUDDE PARTIDO TRABALAHADORES Suzano-SP

(Companheiras e companheiros)

Nós, como homens , que estamos sintonizados com o respeito e a defesa dos princípios de justiça, paz e solidariedade, enxergamos a necessidade de se avançar na construção de alternativas em face dessas injustiças cometidas as mulheres de nosso Brasil, reconhecemos os avanços mais temos a certeza que a muito para avançar.

.Não podemos aceitar que as tentativas para manter o sistema atualmente em vigor são feitas à custa das mulheres. Neste sentido, dizemos não à intolerância, à perseguição da diversidade sexual e práticas culturais que prejudicam a saúde do corpo e da alma das mulheres. Condenamos todos os tipos de violência contra as mulheres, o feminicídio, o tráfico de mulheres, prostituição forçada, violência física, assédio sexual, mutilação genital, casamento precoce, o estupro e a impunidade para aqueles que cometem esses atos de terror contra as mulheres,.também dizemos não a uma sociedade que despreza os direitos das mulheres.

O Brasil passa por um momento único no mundo onde as mulheres consquitaram seu espaço por direito na sociedade desde a "dona Maria" que tem seu comercio na esquina a primeira Presidenta do Brasil "Dilma", estamos demonstrando total apoio a luta das mulheres e total apoio a lei Maria da Penha.

Queremos um mundo onde as nações investem na saúde das mulheres e dos nossos filhos, na saúde materna, na educação, na igualdade salarial e condições de vida .

Queremos a democratização dos meios de comunicações e o acesso à informação respeitando as mulheres e seus valores.

Reconhecemos todos os esforços de todas as mulheres do Brasil e do Mundo Homenageamos a manifestações das mulheres russas por "Pão e Paz" - por melhores condições de vida e trabalho, homenagiamos Dona Ivone Lara primeira mulher compositora de samba-enredo do Brasil, homenageamos o dia das mulheres.

Campanheiras enchegamos suas reivindicações como a nossa: o que acontece com um de nós acontece a todos nós É por isso que temos de lutar todos juntos por igualdade as Mulheres em nosso Pais.


Comunicação JPT Suzano ( kleiton ramos)

HOTEL FEITO DE LIXO EM MADRI, FAZ-NOS PENSAR NAS QUESTÕES AMBIENTAIS BRASILEIRAS

Ambientalistas da Organização Save th Beach, inauguraram em Madri um hotel todo feito com lixo recolhido de praias européias. Com a intenção de chamar a atenção para os problemas de poluicão das praias, o hotel foi projetado por HA Schult especialmente para a campanha.
"Qualquer um que vá à praia pode deixar três ou quatro guimbas de cigarro e uma lata de Coca-Cola. Se isso for multiplicado por 47 milhões de espanhois ou 300 milhões de europeus ou 6,5 milhões de pessoas no mundo, pode-se ver para onde estamos caminhando", afirmou o cofundador da campanha, o espanhol Fernando Godoy.
A rotina do hotel é a seguinte, de dia está aberto para visitação pública e, à noite, o hotel abriga pessoas que ganharam sua hospedagem via net. Suas atividades serão encerradas dia 23 de janeiro.
A iniciativa é interessante para todos nós, pois "o Brasil possui um litoral com 7.367 km, banhado a leste pelo oceano Atlântico. O contorno da costa brasileira aumenta para 9.200 km se forem consideradas as saliências e reentrâncias do litoral." (Fonte: http://educacao.uol.com.br/geografia/litoral-brasileiro.jhtm).
Neste momento estamos discutindo os rumos da Cultura dentro das Universidades na 7° Bienal da UNE, por acaso realizada no RJ (estado litorâneo), devemos inserir o debate da produção e consumo excessivo, onde o que resta para nosso planeta é o LIXO, que deixaremos para nossos descendentes, com diminuição da qualidade de vida.
Devemos pensar hoje sobre esses assuntos SIM, não dá pra empurrar com a barriga e deixar tudo para resolver no dia em que a bomba estourar, podemos não estar mais aqui, mas duvido que dure tanto tempo, esta sujeira por debaixo dos nossos tapetes.
Esta é uma preocupação que distância-nos da estagnação, mas coloca-nos em outros dilemas, em como podemos interagir com iniciativas de preservação do Meio Ambiente.
Fizemos uma breve pesquisa (sugestões serão bem-vindas), segue alguns sites de Organizações ligadas ao tema, e que podemos começar acessando para ter idéias de como atitudes simples podem mudar nossa história:
Save th Beach
Universidade Livre do Meio Ambiente
Ministério do Meio Ambiente
Planeta Sustentável
Segue video disponibilizado pela BBC Brasil (veja matéria na integra e o segundo tiramos do site da ORGANIZAÇÃO SAVE THE BEACH. Vamos prestigiar esta iniciativa, e pensar como podemos desenvolver nossas próprias técnicas de preservação ambiental, dentro de nossas realidades

terça-feira, 1 de março de 2011

Grupo de defesa de direitos humanos cobra clareza nas regras sobre uso de armas não letais


São Paulo – A constante repressão a manifestações na cidade de São Paulo levou o Grupo Tortura Nunca Mais a enviar ofício à Ouvidoria da Polícia Militar cobrando que sejam esclarecidas as regras relativas ao uso de armas não letais. Enquadram-se nessa categoria bombas de gás lacrimogêneo e sprays para dispersão. Na visão dos ativistas, os equipamentos vêm sendo empregados sem critérios e de forma abusiva.

O episódio mais recente ocorreu no dia 17 de fevereiro, quando manifestantes que se posicionavam contra o reajuste da tarifa de ônibus na capital paulista, de R$ 2,70 para R$ 3, foram duramente reprimidos. Na ocasião, vereadores e estudantes sofreram ferimentos pelo uso de bombas de “efeito moral” e pela aplicação de sprays de gás pimenta.

Como não há regulamentação em torno do tema, a intenção do Tortura Nunca Mais de São Paulo é saber de que maneira os policiais paulistas são orientados a proceder em atos públicos e discutir abertamente o estabelecimento de regras para esses casos. O ofício apresentado na última sexta-feira (25) à PM lamenta o excesso na atuação das forças de segurança e indica que se tem a “garantia constitucional do direito à informação, e portanto de conhecer a orientação que recebe a tropa para o uso de tais armamentos.”

“É inadmissível o emprego da força da forma que foi orientada em um Estado democrático de direito, mostrando a falta de preparo para uma atuação que respeite os cidadãos e a Constituição, deixando evidente a falta de parâmetros e o despreparo para o emprego e uso das chamadas armas não-letais”, acrescenta Marcelo Zelic, vice-presidente do grupo, em um comunicado.

Para Zelic, é preciso fazer com que as forças de segurança pública atuem dentro das normas democráticas. “Entendemos que uma reformulação da mentalidade e conduta se faz necessária para o avanço e fortalecimento da democracia e passa pelo investimento e melhora das ouvidorias, da educação em direitos humanos junto à tropa”, conclui.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Dica


Se você se identificou com os protestos organizados pelos estudantes! E quer participar vai uma dica Entre na Comunidade do orkut " Movimento Exú Tranca Ruas" SSA. A comunidade Exu tranca Ruas foi criada para divulgar o movimento que integra a Revolta do Buzu 2011 contra o aumento da passagem.
São mais de 3.577 jovens só na comunidade orkut lá você ira encontra outros links, twitter, agenda de atividades e protesto, vai poder expressar sua opinião e dar apoio a esta causa Justa..

Estudantes fazem novo ato contra aumento de tarifa de ônibus

SP: Estudantes fazem novo ato contra aumento de tarifa de ônibus
O Movimento Passe Livre (MPL) realiza nesta quinta-feira (20) um novo protesto contra o reajuste das passagens de ônibus em São Paulo. A concentração é na Praça do Ciclista, na esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação, às 17h.

Na última quinta (13), mais de 700 manifestantes realizavam uma passeata tranquila até que um desentendimento entre alguns estudantes e a Policía Militar desencadeou uma reação violenta na região da praça da República. Segundo o MPL, uma pessoa foi presa naquele momento, e mais 30 depois da dispersão dos estudantes. Todos foram encaminhados para o 3º Distrito Policial, no centro da cidade, e liberados no mesmo dia. Não houve nenhuma acusação formal contra os manifestantes.

O estudante e militante do MPL Leonardo Cordeiro afirma que o movimento defende um transporte que seja efetivamente público, custeado pela prefeitura e entendido como direito básico. "O transporte precisa ser gerido e planejado de forma realmente democrática, com participação dos usuários e dos trabalhadores do setor. Somente assim poderá haver um salto na qualidade e na organização do sistema de transporte público."

Cordeiro ressalta que o MPL considera que os aumentos evidenciam "uma lógica que trata o transporte público como mercadoria" e que a cada reajuste se amplia a exclusão das pessoas que podem utilizá-lo.

Flash Mob

No final da tarde de terça-feira (18) o movimento realizou um flash mob no Terminal Bandeira. Segundo o MPL, a ação durou cerca de 20 minutos e os manifestantes, com cartazes e apitos, distribuíram panfletos para os usuários do terminal. Os flash mobs são aglomerações instantâneas de pessoas em um local público para realizar determinada ação inusitada previamente combinada.

Redes sociais

O MPL tem utilizado sua página no Facebook para divulgar os atos e fotos e reportagens sobre as manifestações. Nesta quarta-feira (19), foi publicada uma nota com orientações de segurança, que explica como os manifestantes devem se comportar durante o ato e como atenuar os efeitos do gás lacrimogênio.

Cordeiro destaca que as redes sociais têm ajudado o movimento a divulgar e repercutir as ações e que a internet é uma ferramenta importante. "À medida que não são todos os usuários de transporte público que têm acesso a ela ou participam de redes sociais, são importantes outras formas de mobilização que incluem panfletagens, eventos como a flash mob, reportagens e até mesmo os próprios protestos."

Fonte: Rede Brasil Atual

Truculência em SP: polícia atacou estudantes já na dispersão




Quinta-feira, às 17 horas, Praça dos Ciclistas (esquina das avenidas Consolação com Paulista): o segundo ato público contra o aumento da tarifa de ônibus na cidade de São Paulo, que passou R$ 2,70 para R$ 3.

Por Conceição Lemes, no blog Viomundo
O primeiro, na última quinta-feira, reuniu cerca de mil manifestantes e acabou reprimido pelo Polícia Militar. Trinta e uma pessoas foram detidas e, pelo menos, dez ficaram feridas.

“Os detidos já foram liberados”, informa ao Viomundo a estudante de Direito Nina Cappello, do Movimento Passe Livre. “Por enquanto nenhum foi indiciado, não teve nenhuma acusação específica, foi só para averiguação. Quanto aos feridos, dois fizeram boletim de ocorrência e um realizou exame de corpo de delito.”

Nina é estudante de Direito, pertence ao Movimento Passe Livre e foi a responsável pela negociação com a Polícia Militar durante a manifestação.

Viomundo: As imagens iniciais mostram um ambiente tranqüilo. O que aconteceu?
Nina Cappello: Inicialmente a manifestação estava indo bem, mesmo. Trocaram três vezes o comandante militar da operação. Na terceira, quando assumiu o tenente Siqueira, o diálogo diminuiu bastante. Os policiais queriam que a gente liberasse uma faixa de trânsito. Mas, como tinha muita gente, foi difícil conter o pessoal. Uma pessoa foi detida e o problema começou. Acho, no mínimo, irônico, que uma manifestação pela melhoria do transporte público deva priorizar respeitar o espaço dos carros.

Viomundo: O que você fez na hora em que houve a primeira prisão?
Nina Cappello: Tentei conversar com os policiais que estavam com o manifestante detido. Eles foram logo me dizendo: “Acabou o diálogo, olha o tipo de pessoa que vocês trazem pra manifestação”. Aí, um policial jogou spray de pimenta no rosto de um manifestante que estava questionando a detenção.

O que a gente viu em seguida foi uma ação quase que irracional — aliás, muito racional para dispersar a manifestação — de todos os policiais, que passaram a atirar bombas e balas de borracha no meio da manifestação. Engraçado que o discurso deles era de que a gente precisava liberar uma faixa de trânsito, porque eles estavam ali para nos proteger e não queriam que fôssemos agredidos pelos carros. Só que os próprios PMs nos agrediram.

Viomundo: O que te impressionou mais?
Nina Cappello: A perseguição aos manifestantes que começou no centro da cidade após a dispersão, ou seja, o ato público já havia acabado . Em alta velocidade, carros de polícia passaram a percorrer o trajeto da manifestação – Praça da República – Câmara Municipal – Teatro Municipal –, em busca de pessoas que viram no ato.

Viomundo: A manifestação já não havia acabado?
Nina Cappello: Tinha. Mas dois grandes enquadros absolutamente casuais foram feitos após o final da manifestação.

Viomundo: O que é um enquadro?
Nina Cappello: A polícia para a pessoa para revistar. A manifestação já tinha acabado e a PM parou, aleatoriamente, dois grupos de manifestantes para revistar. Aí, 30 foram detidos. Nós chegamos a nos concentrar novamente na Xavier de Toledo, para prosseguir até a Câmara dos Vereadores, que era o local definido como final do ato, mas voltamos para tentar impedir um enquadro.

Infelizmente o resultado foi outro. Mesmo com pontos de ônibus lotados, mais bombas e balas de borracha foram lançadas, além de agressão física direta àqueles aqueles que entravam nos locais próximos para se proteger. Todos os detidos foram levados para o 3º Distrito Policial para averiguação. O despreparo da Polícia Militar nas detenções e na recusa de diálogo ficou evidente.

Viomundo: Mas vocês derrubaram um “posto de observação” da PM e quebraram vidros da loja de uma galeria?
Nina Cappello: A repressão teve início antes desses incidentes. Eles ocorreram quando o pessoal estava fugindo das bombas. Evidentemente não defendemos tais atitudes, mas elas foram reflexo da revolta com a repressão após a manifestação. É bom ressaltar que as armas utilizadas pelos policiais são absolutamente inapropriadas. Por exemplo, o gás pimenta é proibido contra civis pela Convenção de Genebra. Mas, aqui no Brasil, é largamente utilizado em manifestações públicas. As bombas de efeito moral, que deveriam ser lançadas, no mínimo, a 30 metros das pessoas, foram jogadas no meio da manifestação.

Viomundo: Olhando as fotos, vi policiais sem identificação. Isso é normal?
Nina Cappello: Policiais não podem andar sem identificação. Pela nossa experiência, quando os vemos tirando a identificação ou sem ela, já sabemos que provavelmente haverá repressão. Ficar sem identificação é o primeiro passo. Isso dificulta as nossas denúncias, pois a Corregedoria da PM não toma nenhuma atitude se não identificarmos os policiais agressores. Aliás, a maioria dos policiais que agrediram estava sem identificação.

Isso sem falar que várias pessoas que estavam fotografando a manifestação foram obrigadas, pelos policiais, a apagar as imagens. Um dos detidos teve seu cartão de memória esvaziado. É uma pena tanta disposição para reprimir uma manifestação cuja causa diz respeito a todos nós.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Dilma quer quadro Abaporu em exposição no Planalto em homenagem à mulher



Símbolo dos mais representativos da pintura modernista brasileira, o quadro Abaporu, de autoria da pintora Tarsila do Amaral, deverá ficar no Brasil cerca de dois meses. A presidenta Dilma Rousseff está pessoalmente empenhada nas negociações para que a obra de Tarsila do Amaral faça parte da exposição comemorativa do mês da mulher.

O quadro pertence ao colecionador argentino Eduardo Costantini desde 1995, quando foi arrematado em um leilão, em Nova York, por US$ 1,5 milhão. De acordo com fontes do Planalto, as conversas estão bem encaminhadas para que o Abaporu, atualmente exposto no Museu de Arte Latino-Americano de Buenos Aires (Malba), seja emprestado ao governo brasileiro para fazer parte da mostra que será montada no segundo andar do Palácio do Planalto, a partir da segunda quinzena de março.

Símbolo máximo da antropofagia brasileira, o nome Abaporu significa em Tupi, “homem que come gente”, uma referência à proposta modernista de “deglutir” a cultura estrangeira, fazendo uma releitura com base na realidade brasileira. O quadro foi pintado em óleo sobre tela em 1928. A pintora Tarsila do Amaral presenteou o Abaporu ao seu marido na época, o escritor Oswald de Andrade.

A exposição em homenagem à mulher deve reunir cerca de 50 obras de mulheres brasileiras em uma exposição aberta ao público. A Fundação Armando Alvares Penteado (Faap) é a responsável pela curadoria e já está fazendo o trabalho de reunir as peças, entre esculturas e pinturas.

Muitas das obras que serão expostas fazem parte dos acervos de órgãos públicos, principalmente do próprio Palácio do Planalto, do Palácio do Itamaraty e do Banco Central. A Faap também é responsável pelo transporte de todo material até Brasília.

Além do Abaporu, também serão expostos quadros de Djanira e Anita Malfatti e esculturas de Maria Martins. A mostra vai reunir ainda as obras de uma geração mais recente de artistas brasileiras com reconhecimento internacional como Beatriz Milhazes e Adriana Varejão.

Portal Brasil

Os rumos do "poder jovem" no Oriente Médio e África

São interessantes os dados que publica Renato Rovai em seu bloghttp://www.revistaforum.com.br/blog/2011/02/21/direto-do-egito-a-juventude-e-o-segredo-da-primavera-islamica/, sobre o que chama de "Primavera Islâmica".
Segundo seus relatos, direto do front, na "Líbia e no Bahrein, aproximadamente 50% da população tem menos de 25 anos. Na África, a idade da metade da população é ainda menor, 20 anos ou menos". "Na Líbia, dos 6,4 milhões de habitantes, 47,4% tem menos do que 25 anos. No Egito, dos 82,9 milhões, 52,3%".
Diz ele que "são esses jovens que andam com celulares pelas ruas e que utilizam a internet em espaços públicos (porque ela ainda é cara para a maioria) que percebeu que o mundo ao qual estavam confinados era muito diferente daquele que acessavam".
Concordo.
Embora ele se refira a taxas desemprego de 10, 14%, o fato é que a falta de liberdades, onde se misturam, em muitos casos, regime ditatorial com rigidez religiosa, corrupção e muita pobreza, é um ambiente explosivo para jovens que compõem a maioria da população dessas nações e que, conhecendo outra realidade pela internet - como afirma Rovai e a Veja desta semana, numa chamada em que sugere que as redes sociais distanciam esses jovens do fundamentalismo islamita - lutam contra a falta de perspectivas em seus respectivos países e, claro, por liberdade: política, moral, sexual e por aí vai.
Essas nações vivem seus "maios de 68", onde juntam a condição em si de bônus/janela demográfica (como Europa nos anos 60) com vontade de implodir uma política que lhes tolhe como indivíduos e, corretamente, o desenvolvimento de suas sociedades como um todo. Mas, o fazem 50 anos depois.
Diferentemente da América Latina, que vive janela demográfica com democracia, essas rebeliões juvenis no Oriente Médio e África terão que cumprir dois papéis ao mesmo tempo: construir democracias e promover o desenvolvimento econômico soberano, que dependerá de forte investimento nessa própria "massa crítica revolucionária", os jovens em questão.
Mas o caminho político não é tão simples e pode levar ao inverso, basta ver o que o ocorre com a Líbia, onde a sanha pelo petróleo consegue imprimir, via redes sociais, outros sentidos para o levante anti-Kadafi; e no que já começa a ser ensaiado em Angola, grande produtora, no centro africano, de petróleo.
Sem cuidado, essa juventude pode ser levada a uma condição futura expressa nos relatos dos jovens sindicalistas da AFL-CIO, apresentados para a Juventude da CUT, na segunda-feira, num intercâmbio internacional, pelo que parabenizo a nossa central pelo pioneirismo em ser escolhida pela irmão estadunidense: 24% dos jovens americanos não conseguem pagar as suas contas; o poder aquisitivo do jovem norte-americano é 30% maior quando está no sindicato, mas no total de sindicalizados, apenas 4,3% tem entre 16 a 24 anos; estão hoje em uma situação pior que as dos seus pais, lembrando que não há hoje perspectiva para novos empregos, planos de saúde, e outros direitos sociais e econômicos.
Esse foi rumo que a economia americana neoliberal deu aos seus próprios jovens e será, no mínimo, o mesmo a ser dado para os jovens árabes, caso suas revoluções sejam guiadas pelo caminho de uma nova dependência, tanto que Gladys Cisneros, membro da juventude da AFL-CIO, concluiu seu relato aos jovens cutistas: "ambos (árabes e estadunidenses) são jovens, sem empregos e oportunidades. Em todos esses países, a economia não consegue gerar empregos suficientes para absorver a mão de obra jovem".